Onde você está > santuario > palavra-do-reitor

Mensagem do Reitor

Padre Alex Favarato,CP. Pároco Reitor do Santuário São Paulo da Cruz

Belo Horizonte, 17 de março de 2017.

Devotos e devotas de São Paulo da Cruz.
No início do mês de março, na cidade de Caeté – MG, aconteceu o 22º Encontro de Santuários do Brasil com 76 representações de diversas partes do País, somando 120 participantes, dentre os quais, sacerdotes, religiosos, religiosas, leigos e leigas. “Santuário: lugar de oração, cultura e serviço aos pobres”, foi o tema que articulou os plenários e auxiliou na riqueza da partilha e vivência pessoal de cada participante.

Santuário como lugar de oração: a centralidade de um Santuário é sempre a pessoa de Cristo. Esta identidade deve orientar toda a dinâmica da evangelização em seu território sagrado. Cuide-se para que a piedade popular em muitos santuários, oriundas de devoções aos santos, seja um caminho seguro para que todos se aproximem do trono do Cordeiro, fonte inesgotável da misericórdia do Senhor. Os Santos são cooperadores na única mediação de Cristo (LG n. 08). Tal evidência deve ser manifestada na celebração dos sagrados mistérios e em outros momentos de oração, não se esquecendo de que um Santuário é sempre modelo de liturgia para nossas comunidades de fé.

Santuário como lugar de cultura: a presença dos santuários na sociedade é sempre um dom. Sua vocação o impele a dialogar com muitos seguimentos e setores. Ele deve ser promotor da arte, da música, do conhecimento. Veja o exemplo dado pelo nosso Arcebispo Dom Walmor: “Toda vez que se inaugura um órgão em uma Igreja, Santuário, entende-se que ali se instalou uma escola de música”.

Santuário como lugar de serviço aos pobres: o auxílio aos pobres deve ser compreendido como um dever. São Paulo da Cruz dizia que “na fronte do pobre está escrita o Nome de Jesus”. Cada Santuário é chamado a desenvolver o “ministério” da acolhida aos necessitados. Nosso apostolado deve abraçar os pobres na sua integralidade, evitando, assim, somente a prática do assistencialismo.

Encontramos, nestas três perspectivas, possibilidades que proporcionam aos Santuários uma evangelização madura e eficaz. O Santuário pode tornar-se um lugar excelente de aprofundamento da fé, pode oferecer ocasiões de nova evangelização; pode contribuir para promover a religiosidade popular, rica de valores, levando-a a uma consciência de fé mais exata e amadurecida; pode facilitar o processo de inculturação. (Santuário: memória, presença e profecia do Deus Vivo, pag. 28/Pontifício Conselho para a Pastoral dos Migrantes e Itinerantes).

Neste sentido, nós religiosos e leigos, buscamos fazer do Santuário São Paulo da Cruz um lugar propício de capacitação dos devotos, para que a partir de uma catequese consistente, sejam promotores da paz e da justiça. Que a Paixão de Jesus seja nossa vida, alegria e esperança!

Pe. Alex Antonio Favarato, C.P.
Pároco/Reitor

ENDEREÇO

  • Praça Domingos Gatti
    Barreiro de Baixo - Belo Horizonte/MG
  • http://www.santuariosaopaulodacruz.org.br/
  • (31) 3384-1794 / (31) 3384-1388

EXPEDIENTE PAROQUIAL

Segunda-feira:
De 11:00 às 13:00 e 14:00 às 18:00
Terça à Sexta-feira:
De 09:00 às 13:00 e 14:00 às 18:00
Sábado:
De 09:00 às 13:00
Domingo:
De 09:00 às 13:00 e 16:00 às 19:00